IMPOSTÓMETRO

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Candidatos a Vereadores para 2016 - (Família Militar)

Acreditamos estar iniciando uma nova era para nós militares das Forças Armadas nas quais fomos testados e aprovados.
Eu 2° Sgt QE R/1 Vidal Incorporado em Salvador em 1986 *(motivo da escolha do número de candidatura)*. Servi por  mais de 30 anos no Exército e passei pasa a reserva em maio último. Venho desenvolvendo  neste mesmo período trabalhos com jovens, rapazes e moças, a partir dos 12 e até os 30 anos em instituição eclesiástica (cristã) com os quais venho dando-lhes apoio, direcionamentos e orientações, a fim de trazer-lhes perspectivas mais salutares e objetivas para o progresso na vida, longe das drogas, prostituição e corrupção do mundo atual.
Há pouco mais de um ano fui aclamado em assembléia como presidente da Associação de Praças das Forças Armadas-APRAFA, gestão Bahia e Sergipe.

*Professor Vidal – 51986*. Candidato a Vereador pelo Partido Ecológico Nacional-PEN para a cidade de Salvador em 2016. Casado há 25 anos, e pai de 3 filhos. Graduado em Educação Física pela Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia-UFBA e é especialista em prescrição de exercicios para grupos especiais e musculação. Estamos dispostos a trilhar essa disputa com a ajuda dos amigos que acreditam numa política nova sem vícios, com a ficha limpa e ladeado ppr pessoas da mesma forma. E é com este propósito que temos buscado sempre ter aproximação com as lideranças militares por várias partes do Brasil, a fim de alinharmos as pretensões a serem requeridas por nossos superiores e autoridades políticas, as quais sejam:  promoção à graduação de 2°Sgt QE aos companheiros que passaram para a inatividade e que pelos critérios atuais preenchiam plenas condições à promoção,  bem como às pensionistas dos que faleceram nas mesmas condições. Promoção à graduação de ST na passagem para a reserva do Quadro. Reparações nas perdas com a Licença Especial, anuênio, pagamento dos 28,86%, auxílio habitação, entre outras perdas, bem como um plano de assistência aos reservistas em seu regresso para a vida civil, onde os mesmos possam usar seus documentos que indiquem bom comportamento e demais habilidades específicas,  como titulação nos critérios de desempate em possíveis vagas de emprego e concursos para cargos municipais. 
Neste intuito, se nós pudermos contar com a ajuda dos amigos estamos juntos nessa busca por uma Salvador melhor. Professor Vidal – 51986.
Desperta! Não bobeia! Professor Vidal: cinco, um, nove, oito, meia! - 51986
União, Organização e Associação! 
*Tempo de decisão!*
________________________________________________________________________________


Nascido em 05 de novembro de 1965, em Campos Elision baixada Fluminense - RJ, Filho de Altair Fontes e Maria do Carmos Fontes Alfrázeo, possuidor de cinco Irmãos, Aloisio Fontes Alfrázeo, Sheila Cristina Fontes Alfrázeo, Waldair Fontes Alfrázeo e Ana Angélica fontes dos Anjjos (que Deus nos levou),Incorporei nas fileiras do exercito em 1984 na Antiga Escola de Material Bélico em Diodoro Vila militar Rio de Janeiro, promovido a cabo dia 6 de Novembro de 1986, curso de Infantaria, Transferido Para o 23º B Log Sl,na Cidade de Marabá-PA, em março de 1988. Formação Superior em: Matemática, Química, Administração e Pedagogia. Terminando agora em dezembro de 2016 o Curso de Direito. Com pós- graduação em Docência do Nível Superior, Química, Estatística. Hoje Mestre de Capoeira da Associação de Capoeira F ilhos de Luanda. Casado Pai de: Ana Paula, Beatriz Cristina, Bruno Douglas, Brendo Lee, André Luiz, Débora Sophia e Bianca Paola. Esposa Maria Iza da Cruz Alfrázeo, com residencia domiciliar Nesta cidade de Marabá-PA, cito a Rua São Luiz Quadra 96 e Lote 14, Vila Pouex Bairro Belo Horizonte, cep 68503270.
Contato: walfrazeo@bol.com.br, telefone 949914327190 vivo ou 94981280012 tim.
FÉ NA MISSÃO E BUSCA DO NOSSO OBJETIVO EM PROL D NOSSA CAUSA.
QUE DEUS NOS DE SABEDORIA.

_________________________________________________________________________________


Brasileira, Mãe de Três Filhos, mora  em Juiz de Fora, Zona da Mata Mineira, Esposa de Sargento das Forças Armadas brasileiras, quem, são constitucionalmente impedidas de manifestarem-se, como Instituição e Indivíduo, completamente amordaçadas, embora sejam muitas as demandas que vem das Casernas, a Candidata à VEREADORA, Kelma Costa, encarna, em si mesma, a “Voz da Direita”, nessas eleições.
Nesse ambiente, foi que, buscando ecoar o dia-a-dia da Família Militar, seus problemas e carências, é que Kelma Costa, dividindo seu cotidiano entre Juiz de Fora/MG, e Brasília/DF, fundou a UNIFAX – União de Familiares das Forças Armadas e Auxiliares, há cerca de onze anos atrás, desde então, profundamente envolvida na melhoria dos soldos, e condições de trabalho dos Militares, das Forças Armadas, realidade essa que bem conhece, na qualidade de Esposa de Sargento do Exército brasileiro.
Voto útil, que, sem duvidas, servirá, por vias constitucionais, democráticas e cidadã, à frente do PHS MULHER , entidade com a qual congrega a voz das Casernas brasileiras, Kelma Costa, Mãe, Esposa e Mulher, muito à frente do seu tempo, para os que não concordam com os atuais rumos que as coisas estão tomando no Brasil, sem duvida alguma, é uma boa opção.
________________________________________________________________________________




Sargento Rogério é candidato a vereador de
Professor Jamil -GO, pelo PRB na coligação
COLIGAÇÃO UNIÃO PROGRESSO E RENOVAÇÃO II






_________________________________________________________________________________



Sargento Martins é candidato a vereador
de Taubaté-SP, pelo PMB






________________________________________________________________________________


Sargento Flavio é candidato a vereador de
Francisco Beltrão pelo PSC na coligação Movimenta Beltrão.




_________________________________________________________________________________
Sgt Sinval a Vereador de Caxias
_________________________________________________________________________________











quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Menino é resgatado sob escombros de prédio após bombardeio na Síria

Foto mostra garoto sujo de sangue enquanto aguardava atendimento.
Bombardeios em Aleppo deixaram 33 civis e 19 rebeldes mortos.


Do G1, em São Paulo


Menino foi resgatado com vida sob os escombros de edifício após bombardeio em Aleppo (Foto: Aleppo Media Center/AP)

Um menino de cinco anos foi resgatado com vida na quarta-feira (17) sob os escombros de um edifício alvo de um bombardeio aéreo em Aleppo, no norte da Síria. Pelo menos 33 civis e 19 rebeldes morreram nos ataques, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A foto que mostra Omran Daqneesh, de shorts, sujo de sangue e completamente coberto de poeira causou comoção nas redes sociais. Em estado de choque, o menino aguarda atendimento em uma ambulância.

A imagem, feita pelo grupo opositor sírio Aleppo Media Center (AMC), foi divulgada pela agência Associated Press nesta quinta (18). A BBC informou que os pais e os três irmãos do garoto teriam sobrevivido ao bombardeio, mas a identidade deles não foi divulgada.
No vídeo divulgado pelos ativistas, a criança passa pelos braços de vários socorristas sem chorar ou falar nada. Sentado em uma cadeira laranja, ele coloca a mão no rosto machucado e com o sangue.

Catástrofe humanitária sem precedentes

Aleppo vive uma catástrofe humanitária sem precedentes, segundo o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. A luta pelo controle da cidade, dividida entre o oeste controlado pelo governo e o leste comandado pelos rebeldes, intensificou-se nas últimas semanas provocando centenas de mortes e impedindo o acesso de muitos civis a produtos básicos, luz e água.

A comissão das Nações Unidas, que investiga os crimes praticados em mais de cinco anos de guerra na Síria, afirmou que cerca de 100 mil crianças na região leste de Aleppo podem ser as próximas vítimas da estratégia "render-se ou morrer".

A maioria dos civis (24) que morreu nesta quinta estava nos distritos de Al Sajur e Tariq Al Bab, no leste de Aleppo, que são controlados pela oposição armada, onde dezenas de pessoas também ficaram feridas.

Idlib

Na quarta-feira, pelo menos 25 pessoas morreram, entre elas cinco crianças, em bombardeios em bairros da cidade de Idlib, no noroeste da Síria e controlada pelas facções opositoras, informou nesta quinta-feira o OSDH.

Entre os mortos estão também duas mulheres e dez combatentes rebeldes, acrescentou o OSDH.
Os ataques tiveram como alvo os "grupos terroristas" Movimento dos Livres de Sham, Jund al-Aqsa e Ashnad al-Sham.
Quase toda a província de Idlib está em mãos da Frente da Conquista do Levante (antigo Frente al Nusra) e de outras facções aliadas.

Ajuda humanitária

O enviado especial da Organização das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, disse nesta quinta que nenhum comboio de ajuda alcançou áreas sitiadas da Síria no mês passado, segundo a Reuters. A força-tarefa humanitária foi suspensa até a próxima semana como sinal para grandes potências.

De Mistura disse que uma pausa de 48 horas em confrontos na cidade síria de Aleppo será o principal tópico de um encontro nesta quinta-feira de um grupo de países que trabalham para a cessação das hostilidades.

"Eu insisto, em nome do secretário-geral [da ONU]: para se ter uma pausa de 48 horas em Aleppo, para começar, irá requerer um grande esforço não só da Rússia e dos Estados Unidos, mas também daqueles que possuem influência em solo", disse Mistura a repórteres em Genebra.


Fonte: G1

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Quer ser engenheiro no Exército?

Instituto militar seleciona engenheiros civis e da computação. Provas serão em outubro. Até lá, candidatos devem se preparar para responder a questões de inglês, português, redação e conhecimentos específicos 



O Instituto Militar de Engenharia (IME) do Exército abriu as inscrições para o Concurso de Admissão ao Curso de Formação de Oficiais da Ativa do Quadro de Engenheiros Militares na última segunda-feira (1º). Serão 10 vagas: cinco para engenheiros civis e cinco destinadas a engenheiros da computação. Estudantes que terminarão o curso ainda este ano também podem entrar na disputa. Estão aptos a concorrer candidatos brasileiros natos, de ambos os sexos, de 18 a 25 anos. Podem participar homens com mais de 1,60m e mulheres com mais de 1,55m. Os cargos serão preenchidos com base no exame intelectual para ambos os cursos — formado por provas de português, inglês e redação, além de 10 questões discursivas de conhecimentos específicos, de acordo com a área do candidato. Serão realizados ainda exames de aptidão física e a inspeção de saúde, ambos de caráter eliminatório.

Na primeira fase da seleção, destacam-se várias semelhanças com outros concursos militares. Vitor Barbosa, professor de língua portuguesa do Ifar Concursos, destacou a importância do estudo do histórico da literatura. Além de gramática e interpretação de texto, muitas questões costumam relacionar a realidade literária de uma época, tais como o pré-modernismo e o modernismo, aos períodos históricos dos quais os movimentos fazem parte. Saber reconhecer essas relações coloca o engenheiro à frente de outros candidatos. Outra dica importante é “dar uma atenção especial às figuras da literatura que têm histórico militar”, como o escritor Euclides da Cunha.


Segundo Vânia Araújo, professora de redação e interpretação de texto do Gran Cursos Online, “as bancas militares têm priorizado bastante a dissertação argumentativa abordando temas da atualidade, que não se restringem à geopolítica.” Para ela, a prática de produção textual e a atenção aos comandos da questão são atitudes essenciais. Mesmo que os rascunhos que você produz durante a preparação não sejam corrigidos, é preciso aprender a estruturar ideias de forma coerente e se acostumar com o tempo de produção. É um diferencial para quem vai prestar esse tipo de concurso.


Leandro Rodrigues, professor de língua inglesa do Curso Cidade, explicou que atualidades também são recorrentes nos textos em inglês. “Recomenda-se que o candidato leia bastante no idioma, inclusive fontes de engenharia. Entre as indicações de leitura estão New York Times, The Economist e The Washington Post”, observa. Segundo ele, a leitura de revistas e jornais internacionais é importante, uma vez que o candidato se familiariza com assuntos que possivelmente serão abordados na prova – ficando atento aos textos que abordam temas como tecnologia, química e mecânica dos fluidos.


A respeito dos conteúdos específicos das engenharias, a professora do curso de engenharia civil do Centro Universitário de Brasília (UniCeub), Eugênia Cornils observa que “é preciso dominar os conhecimentos básicos de todas as matérias do edital — tais como mecânica dos solos, projetos geométricos de estradas e gerenciamento de projetos —, para então conseguir resolver os problemas mais difíceis.” Assim como nas outras áreas do conhecimento, os temas da atualidade são uma ferramenta utilizada pela banca na construção dos enunciados. Por isso, estar por dentro dos assuntos tocantes à engenharia no Brasil e no mundo pode facilitar a resolução das questões.


Para os candidatos da área de engenharia da computação, são destaques no edital os temas computação gráfica e processamento de imagem, sistemas operacionais, embarcados e digitais, lógica e matemática discreta e interação humano-computador, redes de computadores e sistemas distribuídos, fundamentos de programação e linguagens de programação.

Próximas etapas
Após a classificação no exame intelectual, as fases seguintes são com relação à aptidão física do candidato. Para a inspeção de saúde, serão exigidos exames realizados em laboratório, tais como hemograma completo, glicemia, urina, teste ergométrico e beta-HCG, no caso das mulheres, todos descritos em edital. O adiamento da inspeção, que ocorrerá em 9 de janeiro, só é permitido em caso de gravidez, quando a candidata se ausenta dos testes daquele ano e os realiza no ano seguinte com os demais selecionados. Tatuagens serão um item eliminatório: não são permitidas no rosto, em extensa área do corpo ou que comprometam a honra pessoal e o decoro exigidos aos integrantes das Forças Armadas.


O exame de aptidão física, a ser aplicado em 12 e 13 de janeiro de 2017, é composto por vinte abdominais, quinze flexões e uma corrida de 12 minutos, de 2 mil metros, para os candidatos do sexo masculino. As mulheres correm 600 metros, fazem cinco abdominais e sete flexões de braços a menos. Caso o candidato não esteja apto a realizar as tarefas propostas em duas tentativas, será considerado eliminado do processo seletivo.


Passe bem/Língua portuguesa

“E o globo da Lua, num dado momento, parece roxo, sanguíneo, como um vaso de sangue”
Assinale a alternativa em que a análise sintática dos termos sublinhados está correta.
a) Sujeito composto
b) Predicativo do sujeito
c) Predicativo do objeto
d) Complemento nominal
e) Objeto direto

Comentário:
Em questões que envolvem análise sintática, o primeiro passo é identificar o verbo — no trecho é “parece”. O sujeito da forma verbal é a expressão “o globo da lua”. As expressões “roxo” e “sanguíneo” oferecem uma característica acerca do sujeito, todavia não pertencem a ele. O nome dessa função sintática é predicativo do sujeito (letra b). Como os dois termos estão coordenados em uma enumeração aditiva, eles, obrigatoriamente, desempenham a mesma função sintática. Além disso, cabe ressaltar que o verbo é de ligação (tem por função conectar o sujeito a seu atributo).

Questão retirada do concurso para Cadetes do Exército (EsPCEx) realizada pela Escola Preparatória para Cadetes do Exército em 2009, comentada pelo professor Elias Santana, do Gran Cursos Online
 

Gabarito: letra D

O que diz o edital

Concurso de Admissão ao Curso de Formação de Oficiais da Ativa do Quadro de Engenheiros Militares 

Inscrições: 1 de agosto a 2 de setembro pelo site www.ime.eb.br
Vagas: cinco para engenheiros de engenharia de fortificação e construção civil e cinco para engenheiros da computação
Salários: não informados
Taxa: R$ 110
Idades: de 18 a 25 anos
Datas de prova: 26 e 27 de outubro
Locais de prova: todas as capitais do país

Fonte: correiobraziliense.com.br

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Vote agora para Presidente do Brasil em 2018

Após as muitas reviravoltas que assolaram a política brasileira, da reeleição de Dilma Rousseff à abertura do impeachment, projetar hoje o cenário eleitoral em outubro de 2018 é uma temeridade. Mas uma previsão já é possível ser feita: o afastamento de Dilma e a ascensão de Michel Temer ao poder devem transformar as eleições de 2018 no pleito presidencial mais aberto desde 1989.
Neste momento, ao menos seis políticos que tiveram papel relevante nas quatro últimas eleições presidenciais são pré-candidatos: Lula, Marina Silva, Aécio Neves, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e José Serra. Em uma pesquisa Datafolha divulgada mês passado que os incluiu em um mesmo cenário, todos figuram com pelo menos 5% das intenções de voto. Junto a eles, dois outsiders também pontuam acima desse patamar: o deputado Jair Bolsonaro e o juiz Sérgio Moro.
Diante desse cenário o MBCC criou uma enquete para podermos saber a real intenção de voto para o cargo da presidência da república em 2018.
Deixe seu voto agora!
Click to enlarge
Qual sua intenção de voto em 2018?
CLIQUE ABAIXO E VOTE:http://mbcc.com.br/politica/vote-agora-para-presidente-do-brasil-em-2018/

domingo, 7 de agosto de 2016

Militares fazem abertura oficial da Olimpíada, mas Globo não mostra

Passou quase desapercebido um dos principais momentos dos jogos olímpicos.


Militares fazem hasteamento da bandeira

Nesta sexta-feira, 06, aconteceu a abertura dos jogos olímpicos do Rio Janeiro. A cerimônia foi realizada no Maracanã e aclamada por todo o mundo. No entanto, um dos momentos mais importantes da festa foi quando houve o hasteamento da bandeira nacional. A honra foi feita por militares, transmitida para todo o mundo, mas quase sem atenção da principal emissora de televisão do país, a Rede Globo de Televisão. O Grupamento Militar da Polícia Ambiental do Rio hasteava a bandeira, enquanto o músico Paulinho da viola cantava o hino nacional brasileiro. Tudo muito simples, mas emocionante ao mesmo tempo. 

A mídia internacional, diferente do que a Globo fez, colocou esse momento como sendo um dos mais importantes de toda a festa. A BBC, por exemplo, lembrou que profissionais de segurança de todo o país estavam no Rio de Janeiro para defender os cariocas e turistas contra qualquer problema, seja a violência local e a chamada remota possibilidade de um atentado terrorista na cidade. O número de agentes nas ruas supera os 80 mil. Eles foram responsáveis, por exemplo, por apartar uma manifestação contra o presidente em exercício Michel Temer, do PMDB. 

Temer, sabendo do momento ímpar no país, ainda com ânimos acirrados, tentou aparecer o menos possível durante a cerimônia. Na entrada, ele sequer foi anunciado. Já na hora de abrir os jogos, a chamada foi feita em inglês,  mas o público obviamente entendeu que era ele. Com uma frase, o peemedebista abriu os jogos. Ele foi vaiado e aplaudido ao mesmo tempo. As vaias foram bem menores, por exemplo, do que as sofridas pela hoje presidente afastada Dilma Rousseff quatro anos antes no mesmo estádio, quando a representante do Partido dos Trabalhadores (PT) fez a abertura da Copa do Mundo. 
Diferentemente de Temer, Rousseff dessa vez preferiu não ir para a abertura e ver a festa de casa. O objetivo, é claro, foi também não ser vaiada. Em uma rede social, a companheira de Luiz Inácio Lula da Silva disse que estava muito triste, mas que torcia pelo Brasil.  #Governo #Rio2016


Fonte: http://br.blastingnews.com/                              

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Lei do farol aceso é a idiotice do ano

Por Jorge Oliveira

O excesso de zelo do governo para salvar nossas vidas é, no mínimo, duvidoso ou exagerado. Nos últimos anos, contam-se nos dedos as trapalhadas dos burocratas do Denatran. Primeiro foi o kit farmácia. Se descobriu que a gaze permitiria o enforcamento do próprio motorista refém dos ladrões.
Depois, inventaram a troca do extintor de incêndio que de tão moderno não funcionava quando acionado. Decidiram também que as escolas de motoristas teriam que se adaptar a um simulador em vez da prática nas ruas. Inventaram que as cadeiras dos bebês nos carros eram ineficientes e obrigaram a troca. Tudo isso é feito no achômetro, nada aparentemente adotado depois de pesquisas e estudos científicos que provem a eficácia dessas mudanças.

Todas essas operações, evidentemente, oneram o contribuinte. E certamente engorda os bolsos dos criadores dessas ideias que dizem querer zelar pela nossa segurança, porque no Brasil, como se sabe, existe sempre um espertinho por trás de uma “boa” ação. Como o brasileiro é um povo passivo, acomodado e até meio abestado, aceita tudo que um burocrata determina de cima pra baixo, sem consultar ninguém. E por isso paga um preço caro, como acontece nesse momento com os faróis dos carros acesos durante o dia.

Dessa vez, a lei passou pelo Congresso Nacional. Tomou o número 13.290/2006 e virou infração média para quem andar nas ruas (Brasília) e nas estradas com os faróis apagados. Hoje, o infrator paga R$ 85,13 e é punido com 4 pontos na careira. A partir de novembro, as multas vão subir para R$ 130,16. Os “gênios” do trânsito conseguiram convencer os parlamentares de que os faróis acesos evitam acidentes nas rodovias. Deram como exemplo as estradas na Europa e nos Estados Unidos e sacaram desses países números aleatórios de redução de acidentes que justificariam a medida pelo Congresso Nacional.

Esse é o tipo da lei doida, desvairada e desnecessária que o brasileiro deveria não acatar e fazer, em massa, uma desobediência civil. Em um país ensolarado como o nosso, o farol aceso é mais uma luz para encandecer a vista dos motoristas tanto na estrada como na cidade, porque o sol incide sobre o reflexo dos faróis de dia.  Essa medida de luz acesa nos carros de dia é necessária nas cidades europeias e em muitas outras nos Estados Unidos que vivem sob neblina na maior parte do ano, o que não é o nosso caso.

Impor o mesmo método no Brasil é no mínimo uma decisão autoritária e, por que não dizer, prepotente. A ideia surgiu de um ex-inspetor federal de rodovia que virou deputado. E prosperou diante da imbecilidade de alguns congressistas que aprovam leis que só servem para onerar o bolso dos brasileiros, como essa do farol aceso. Depois que aprovam é que se tocam que a medida é esdrúxula. Não só penaliza com infração o motorista como enriquece alguns empresários que vão vender mais baterias, mais luzes para os faróis e adaptar os carros antigos com dispositivos para que fiquem com a luz acesa quando acionar a ignição. A melhor das soluções seria uma campanha educativa em rodovias com nevoeiro intenso, não punitiva.
Ora, ora, os acidentes no Brasil não serão evitados porque os carros circularão de faróis acesos de dia. Eles acontecem porque as rodovias são péssimas, cheias de buracos, sem acostamentos, sem sinalização e sem fiscalização adequada. Não existe vigilância permanente para impedir a alta velocidade nas estradas e os postos de fiscalização normalmente estão vazios à noite. Criar leis para remediar a situação é simplesmente ignorar que a infraestrutura do Brasil está paralisada há mais de dez anos.

Enquanto em outros países, as regras são adotadas para não mexer no bolso do contribuinte, aqui tudo é feito para penalizar a população como se ela fosse responsável pelos desvios públicos, a corrupção e os desmandos do governo e que, portanto, deve ser punida. Nunca, em nenhum momento, o brasileiro teve a satisfação de ouvir que um governo derrubou um tributo para melhorar a sua vida.
Por isso, acho que o brasileiro deveria se rebelar contra mais essa lei equivocada do farol aceso, cuja eficácia é duvidosa. Vamos protestar todas as vezes que um governo impor mais uma infração ou um imposto novo à população.

Fonte: Agendacapital.com.br/lei-do-farol-aceso-e-a-idiotice-do-ano/

Da Redação com informações Diário do Poder