terça-feira, 26 de março de 2013

25 Mar. 2013 - Comissão de Direitos Humanos discute a remuneração dos militares

Os convidados da audiência pública reclamaram da perda de benefícios adquiridos durante a carreira e pediram a equiparação dos atuais rendimentos com outras categorias do funcionalismo público.

Foram convidados para o debate o representante da Associação de Praças das Forças Armadas (APRAFA), Antonio Vicente da Silva; e os presidentes da Federação da Família Militar do DF (FAMIL), Cantidio Rosa Dantas; da Comissão Nacional QESA Brasil (CNQB), Eduardo Souza Silva; da Associação dos Militares da Reserva, Reformados e Pensionistas das Forças Armadas (AMARP), Genivaldo da Silva; da União Nacional de Esposas de Militares das Forças Armadas (UNEMFA), Ivone Luzardo; da Federação da Família Militar - Mulher/DF (FAMIL Mulher), Rita Deinstmann; e da Confederação Nacional da Família Militar (CONFAMIL), Waldemar da Mouta, o Blogueiro Paulo Roberto e outros convidados...

Video do Senado Federal


 Blogueiro Paulo Roberto e o Presidente da Aprafa senhor Jair


TC Mauro 

 TC Mauro 

 Blogueiro Paulo Roberto

  Paulo Roberto pediu apoio do Congresso para terem mais atenção às Forças Armadas, pois a familia militar está passando por problemas financeiros devido os baixos salários, pediu apoio à PL 4373/2012 - Projeto QE, e deixou claro que as Forças Armadas não ganhou aumento algum e sim reposição salarial.


TC Mauro e Senador Paim;
Segundo relatos dos participantes da audiência, desde a edição da Medida Provisória 2215/2001, a situação dos militares começou a se deteriorar progressivamente. A MP acabou com gratificações como adicional de inatividade e o chamado “posto acima” - promoção que o militar recebia ao passar para a reserva. Outros auxílios também foram retirados pela medida, como o auxílio moradia e a licença-prêmio.

 Senador Paim e Sgt QE Silva Neto falou sobre o Projeto de Lei 4373/2012, uma categoria que precisa de muita atenção.

E muitos outros convidados


Ivone Luzardo, apresentou diversos assuntos em que  a família militar está passando, pede também atenção à familia militar. Na audiência nossa delegada da ANMB e presidente da UNEMFA Ivone Luzardo, enfatizou na sua fala o devido pagamento imediato e se dirigiu a nossa Presidenta Dilma dizendo que só dependia dela pagar, pois o processo está em reta final no Min. do Planejamento! 

Plenário cheio

Salário-família
            Outra reclamação recorrente durante a audiência foi o salário-família que os militares recebem para ajudar no custeio da educação de seus dependentes, no valor de apenas R$ 0,16 por filho....uma vergonha.

Senador Rodrigo Rollemberg

O senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) esteve na audiência e deu apoio aos militares. Para ele, a valorização da categoria deve ser uma questão de interesse nacional, devido à importância do trabalho no país. Segundo o senador, a defesa de riquezas como a Amazônia e o pré-sal é um imenso desafio para o Brasil, que conta com as Forças Armadas.




Em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado, representantes dos militares ativos e aposentados debateram a defasagem na remuneração do setor. Ao final da audiência, o senador Paulo Paim (PT-RS), que a presidiu, prometeu encaminhar um documento com o pleito da categoria às autoridades competentes.

Fotos: Neivaldo do QESA

7 comentários:

  1. Meu amigo Paulo, agradeço sua valorosa atenção e a gentileza de sempre estar conosco. Parabéns pelo brilhante trabalho... Silva Neto, Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Paulo tu é o cara!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Meus caros colegas da classe QE. Eu acho que esse projeto esta tendo muita enrolação, para dar tempo ao tempo para voltarem engar a nossa classe, pois lembro vc tudo e fase de vida, pois nascemos viramos criança, adolescente e pessoas adultas para saber o certo e o errado, depois ficamos idosos e voltamos a ser criança novamente e acreditamos em tudo que nos falam.
    1º Se quisessem promoção já teriam feito a muito tempo. pois vivemos no regime militar e não no congresso já teriam baixado a portaria e feito o decreto para a presidente Dilma assinar.

    2º Essa enrolação vai ficar até ano que vem devido as eleições.

    3º Já que esta em tudo blogado, vamos fazer uma campanha de greve NACIONAL para que todos os QE e Taifeiros das três forças, cruzem os braços durante 07 sete dias e vamos mostrar para o congresso quem somos nós eu aposto que a nossa presidente Dilma não iria fazer nenhuma retalhação pois ela iria entender o porque da causa.

    Lembro a vocês nós temos a faca e o queijo não mão, não depende de ninguém só de nos mesmo.

    Um abraço.....

    Barbosa®

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo Barbosa, conheço seu desespero pra ser logo promovido, não só seu mais de muitos colegas meus QEs de todo o Brasil, temos que ter cautela, não é fácil conseguir uma vitória, precisamos de estratégias sabias, não de revolução, vc acha que está sendo fácil pra mim e alguns colegas correrem atraz sozinhos da nossa promoção? Ninguém quer se queimar, muitos tem medo, mas eu tenho FE que todos iram ter esta vitorias em suas mãos. Aguenta amigo, Jesus agüentou todas as dores aqui na terra por nós, a única coisa que te peço, é ter FE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. caro colega,gostaria de saber o andamento projeto de lei de 204 de 2010 senador paulo paim,conto com sua colaboração neste sentido,desde ja agradeço,ALBERTO PERREIRA DE OLIVEIRA

      Excluir
  5. Paulo Roberto, parabens pelo trabalho que vem realizando com a APRAFA, vc não está sozinho aqui em Brasilia, estamos todos com você... continue assim, seja como vc é. Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Caro Amigo Paulo Roberto, eu não estou desesperado por promoção, pois o que eu postei é a pura realidade dos fatos, eu ate te entendo, pois você está nesta campanha em pro das promoções para todos.

    Em uma frase de resposta sua " Ninguém quer se queimar, muitos tem medo" é por isso que dependemos agora do SENADO FEDERAL, me diz você em que parte dos nossos regulamentos militares que aparece a palavra SENADO FEDERAL.

    Poderíamos também pedir para que os nossos Comandantes encaminhasse as FATD, para o SENADO FEDERAL, PARA SEREM AVALIADAS......

    Sera que a nossa querida Presidente Dilma se arrepende da bandeira que ela levantou no passado? Claro que não meu colega se ela tivesse que fazer tudo de novo, ela faria......

    Um grande Abraço.....

    Barbosa®

    ResponderExcluir