IMPOSTÓMETRO

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Dep Fed CLAUDIO CAJADO FALA SOBRE PL 4373/2012


ELE PEDE AUDIÊNCIA P/ A PL 4373
 
http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/credn/videoArquivo?codSessao=43982&codReuniao=31569#videoTitulo

Att. Paulo Roberto

7 comentários:

  1. “O único dia fácil para o QE foi Ontem”

    Amigos QE(s), como vimos e ouvimos no pronunciamento do Dep Claudio Cajado, que ele esta pedindo para marcar a audiência Publica, conforme pronunciamento abaixo, sendo que ele argumenta que esta sendo muito demandado:

    http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/credn/videoArquivo?codSessao=43982&codReuniao=31569#videoTitulo

    Ele pretende fazer a reunião, ou melhor a Audiência Publica, porque seu seu relatorio ja esta em fase conclusiva, o que o Dep Cajado precisa é que o deputado Nelson Pellegrino(Presidente da Casa)marque a audiencia Publica,vamos e temos que dar pressão no Nelson ,vamos Demandar as caixas dele para que ele marque a data desta Audiência, então temos que mandar email para este link, Abaixo!!

    Agora quem esta empacando o meio do campo é Sr Nelson: Link para pedir!!

    http://www2.camara.leg.br/participe/fale-conosco/fale-com-o-deputado?DepValores=520301-BA-M-PT&partidoDeputado=PT&sexoDeputado=M&ufDeputado=BA





    Raul Rios

    ResponderExcluir
  2. E-mail mandado. Vamos lá pessoal. JUNTOS SOMOS FORTES

    ResponderExcluir
  3. Algo de estranho! Depois da reunião do Dep Cajado com os Comandantes das tres forças, os militares encaminharam documento com urgência para saber o real efetivo dos QE dando ênfase ao PL 4373/2012. No mínimo convencera,o Dep que o meio termo seria a promoção a segundo de acordo com o texto original. Então, como o voto do relator não é unânime, os nossos Deputados e Senadores solidários a nossa causa, vão votar a favor da aprovação das emendas, pois não existe argumento nenhum que impossibilite isso. Alterando a lei, e ela sendo específica para os QE, QESA Marinha, não tem o que questionar. Não queremos curso de aperfeiçoamento, apenas ir para a reserva com dignidade e reconhecimento pelos mais de 30 anos dedicados à defesa da Nação. Então chega de enrolação e aprovem logo essas emendas.

    ResponderExcluir
  4. sera que teremos resposta da pl 4.373/12 ate junho pois a promoção na marinha acontece 11 de junho e 13 de dezembro um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Sr.Dep Paulo Roberto,obg pela sua luta e dedicação ao PL4373/12 vamos continuar na luta que a vitória será nossa, conte com nosso apoio todo momento,não aceite opiniões negativa,para atrapalhar nossa breve conquista e outras que poderemos ter,somano nossas forças,estamos juntos.

    ResponderExcluir
  6. agora é a hora de todos unirmos pois as coisas só acontecem se manifestarmos! militares, deixem de serem covardes e vamos a luta somos guerreiros chega de blablabá.

    ResponderExcluir
  7. Interessante, o Sargento concursado, leva trinta anos para receber a promoção de Subtenente. Depois de estudar para realizar o concurso, depois estudou/estuda mais 01 (um)/ 02 (dois) anos, e depois recebe a promoção de 3º Sargento. Depois de formado, conduz uma fração de até 8 (oito) homens, realizando as funções de Sargento de tropa, dar instrução, realiza exercícios operacionais, como Cmt de fração, tira serviços, trabalha na área administrativa e ainda é avaliado, podendo não prorrogar o seu tempo de serviço.
    Leva uns 9 a 10 anos para ser promovido a 2º sargento, depois é obrigado a realizar o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos, CAS.
    Para ser promovido a 1º Sargento, leva mais uns 7 a 9 anos e para ser promovido a Subtenente, uns 4,5 a 6 anos. Se quiser ser promovido a 2º Ten, a maioria só sai depois dos 30 anos de serviço. Mesmo com o "CHACAL" (mais tempo estudando).
    O QE, ingressa como soldado EV e realiza o CFC e por serviços prestados recebia a estabilidade, sem concurso, sem ser avaliado nos 10 (dez) anos, sem atuar nas funções de 3º Sgt de tropa, sem dar instrução. E em alguns casos, nem tirar serviço. Não acho justo as Forças Armadas promover um profissional que não tem amparo nas portarias, não concordo com quem quer que seja, que desprendam tempo e recursos para promover profissionais que não estão de acordo com os parâmetros aceitáveis pela instituição e façam descaso dos profissionais, que realizaram concurso.
    O QE, com a mesma idade do 1º ou S Ten, não realiza as atividades militares exigidas. Como Educação física, marchas, exercícios operacionais, não poderão assumir a função de adjunto de pelotão, nem vão poder ser OA das armas coletivas.
    Só vão servir para tirar serviço de adjunto ao oficial de dia( aqueles que ainda podem tirar serviço).

    ResponderExcluir