terça-feira, 11 de junho de 2013

Forças Armadas e Forças Auxiliares Juntas

Forças Armadas e Forças Estaduais, faz-se necessária uma resistência, ainda que ordeira e pacífica, já que dias sombrios rondam nossas famílias e a todos os brasileiros. Sendo assim, a UNEMFA e a ANMB convidou a todos que têm amor à Pátria, 
O dia 11 de junho foi escolhido por ser o dia em que se comemora a Batalha do Riachuelo, ocorrida no rio Riachuelo em 1865, um dos afluentes do rio Paraná. A batalha é um dos episódios da Guerra do Paraguai, o mais mortífero e violento conflito entre países do continente sul-americano.


Sabemos das dificuldades financeiras da tropa de outros estados da federação para o deslocamento, mas, quem puder comparecer, será muito bem-vindo.


O Grupo foi recebido pelo Ministro da Defesa para tratar dos assuntos das faixas.



Nosso muito obrigado ! Juntos somos fortes!















Só lembrar pra deixar registrado que só teve um (1) QE no local pra representar toda a categoria, os QE e QESA e QEMA da reserva não compareceram para dar apoio ao movimento pacífico.

Att: Paulo Roberto

5 comentários:

  1. Amigos, sobre o movimento todos os que participarão estão de parabéns, mas, o nosso único problema é que estamos sozinhos, onde estão os nosso parlamentares, que estão apoiando, os militares das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronautica) não tem apoio politico nenhum, pra vocês entenderem o que eu estou falando veja isso:

    CÂMARA DOS DEPUTADOS
    COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 339-A, DE 2009, DO SR. VICENTINHO, QUE "ALTERA A REDAÇÃO DO § 3º DO ART. 39 E DO § 1º DO ART. 42 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL " (ASSEGURA O DIREITO AO ADICIONAL NOTURNO AOS POLICIAIS MILITARES, BOMBEIROS MILITARES E AOS INTEGRANTES DOS ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA)
    54ª Legislatura - 3ª Sessão Legislativa Ordinária

    PAUTA DE REUNIÃO ORDINÁRIA
    DIA 12/06/2013
    LOCAL: Anexo II, Plenário 04
    HORÁRIO: 14h30min

    Poxa, como é para força auxiliar com certeza será aprovado, o mais breve possível. Nada contra as Forças Auxiliares, a nossa LRM/2001, o PL 4373/2012, todos estão adormecidos, até parece que os militares das Forças Armadas são proibidos de votar ou o nosso voto não vale nada.

    A - Reunião de Instalação e Eleição:
    I - Instalação da Comissão
    II - Eleição do Presidente e dos Vice-Presidentes,

    ResponderExcluir
  2. MEU AMIGO DESCULPE-ME A REAL FRANQUESA ESSA CLASSE, QE,, QESA e QEMA PASSARAM ANOS DE SUBMISSÃO VOLUNTÁRIA ABDICARAM DE SUAS CARREIRAS PARA SERVIREM AS AUTORIDADES E NÃO PERDEREM SEUS POSTOS DE SERVIÇAIS E CONTINUAM SUBMISSOS E SEM MOTIVAÇÃO.
    ISSO É O MESMO QUE CHOVER NO MOLHADO

    ResponderExcluir
  3. sou o cabo mais antigo da marinha desde de 2001 fui impedido de acesso de não participar do concurso de formação a sargento e estando com todo requisitos para o concurso a cpp que inventarão surgiu em 2000 colegiado deram desfavorável eu estava com dezessete anos na marinha e agora pertenço ao quadro especial a sargento e era para ser promovido no quadro especial a sargento da marinha no primeiro semestre 11 de junho de 2009 novamente impedido de não ser promovido pela cpp comissão de promocão de praças
    hoje estou com 29 anos e 5 meses sendo massacrado e nem a justiça estou cansado
    [


    ResponderExcluir
  4. Devemos separar um pouco as coisas, uma coisa é o apoio de políticos a causa QE das FFAA, outra é apoiar outras reivindicações. Particularmente aos QE, não podemos nos meter em assuntos que não nos dizem respeito, Ex:"defendermos a pena de morte quando querem nos matar", QE briga por uma causa justa e ninguém mais briga com ele, só contra. Portanto, não se metam em briga de marido e mulher, o resultado o ditado popular ensina.

    ResponderExcluir
  5. Concordo plenamente com o companheiro acima. Os QE´s não devem se expor em brigas que não são da classe. Os oficiais querem nos usar para defender interesses deles, tais como, lutar contra a Comissão da "Verdade", lutar contra o Grupo de Trabalho que vai verificar se há torturas ou abusos dentro dos quartéis. Essa briga é deles, acho que o Grupo de Trabalho deve mesmo ir aos quartéis verificar os abusos da "autoridades" pelo Brasil. Muitos praças sendo perseguidos por oficiais que se intitulam os donos do Exército. Verificar os abusos contra nossos companheiros doentes que não conseguem se aposentar por contar do Apto com restrições, enquanto a filha do Gen Ex Montedôneo se aposentou aos vinte e poucos anos alegando distúrbio psiquico, bem na época que o papai era Chefe do DGP. Vai aparecer uma alma bondosa (puxa-saco de oficial) dizendo que isso nos afetará, mas é mentira, se não temos poder para fazer os oficiais serem justos, eles tem e vão fazer, vão colocar rédias nesses covardes. Quando digo covardes, digo em todos os sentidos.

    ResponderExcluir