quarta-feira, 31 de julho de 2013

Jornal de Brasilia fala sobre os Projetos mais citados no Congresso, no meio está a PL 4373/2012 - Projeto QE

Matéria divulgada no Jornal Correio Brasiliense na edição do dia 14 Jul. 2013 , domingo, sobre o serviço 0800 619 619 e tenham a mais absoluta certeza da força que temos e que infelizmente os QEs, QESA e QEMA estão esquecendo do dever de casa. 
Aeronáutica são 9.522mil,
Marinha ?
Exército mais 17,000mil.

Se todos fizessem o dever de casa de ligar para o 0800 e deixar de reclamar, estaríamos em 1º lugar para aprovação da PL, estamos apenas em 4º lugar na relação dos Projetos mais solicitados da Câmara Federal com apenas 1.433 solicitações no PL 4373/2012, companheiros.
Somos capazes e precisamos de mais união.

Como justiça de palavras, não é só vitória de UM GRUPO DE ASSOCIAÇÃO, mais sim de várias  em especial a APRAFA e os QESA, falta só os QEs das três forças começarem fazer as devidas ligações pra encher o saco desses parlamentares, pois somos muitos e fazemos juntamente com nossas famílias a direfença.

Veja matéria abaixo: 


Att: Paulo Roberto

9 comentários:

  1. Bom dia paulo roberto.Parabéns pelo empenho de nos informar as ultimas notícias.Gostaria de entender porque o ponto de interrogação na marinha.Pois os homens e familiares tem se empenhado e ligado e tbem mando email.Talvez muitos estejam em navios no mar e não tem condições no momento de ligar.Mais estamos nessa luta.Obrigado

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde amigo QE da Marinha, coloquei o ponto de interrogação na Marinha, justamente porque não tenho o número exato, mas se vcs tem, por favor me passe a quantidade aproximada, Obrigado!

    Att: Paulo Roberto
    E-mail: paulorobertouniao@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Marinha é a unica força que não tem uma associação representante de QE, mas isso vai mudar.

      Excluir
  3. Paulo Roberto, sou a favor de exigir-se o 2ª,3º, e até o 4º grau para sermos promovidos, a maioria dos nossos não participa, principalmente aqueles menos instruidos. Estou cansado de pedir participação...mas os colegas ficam no site de putaria e não mandam um e-mail sequer, nem telefonam...é a triste realidade, o QE não é uma classe, é um bando. Evidentemente que aqueles que postam comentários e participam aqui em seu blog,são os que estão remando nesta tormenta. Tá difícil carregar a mochila dos colegas, e o pior, concordar com certos comentários contra o QE é dever de justiça.

    ResponderExcluir
  4. Vou pedir pelo amor de Deus, Paulo Roberto, vc saber quando essa PL 4373, será aprovada, vc acha
    que ainda esse ano, esta muito difícil acho que só
    até 2 Sgt QE, esta bom,ser ficamos lutador por muito
    poderemos perder essa promoção, a tem muita gente
    desistindo e indo emborra para a reserva.

    ResponderExcluir
  5. Dá uma olhada neste artigo Paulo

    http://www.istoe.com.br/reportagens/317261_TCU+CONDENA+CASERNA+DE+LUXO+

    ResponderExcluir
  6. é meu amigo, acontece q alguns colegas esperaram mais de 2 anos essa tal de promoção que até agora minguem sabe nada, eu mesmo fiquei 2 anos a mais, menos mal que ganhei 5% de permanência caso contrario tinha me ferrado trabalhado 2 anos de graça para o EB, mas vamos ter fé acreditar em nossos representantes o pior já foi conquistado, todo o processo e tramitação para o projeto chegar onde chegou agora é questão de pouca coisa talvez levar ao voto e partir para o abraço, essa ultima emenda até 1 sgt com certeza vai ser aprovado facilmente, só temos que aguardar um grande abraço a todos os QEs do Brasil.

    ResponderExcluir
  7. Apreciação Conclusiva
    Fluxo gráfico Emenda é uma proposta de alteração ao texto do projeto. O Regimento prevê 5 tipos: Supressiva, Aglutinativa, Substitutiva, Modificativa, e Aditiva.(Art.118/RICD)

    Veja MaisQuando o projeto de lei chega à Comissão, é designado um Relator e aberto o prazo para a apresentação de emendas, que é de 5 sessões. Na apreciação conclusiva, qualquer Deputado pode apresentar emendas ao projeto, mesmo não pertencendo à Comissão.(Art.119/RICD)
    Veja MaisA emenda é chamada de substitutivo quando o Relator propõe uma nova redação global ao projeto, alterando-o de maneira substancial. Esse tipo especial de emenda substitui integralmente o texto original da proposição.(Arts.118,§4º e 138,§4º/RICD)
    Parecer é a proposição com que uma Comissão se pronuncia sobre as demais proposições submetidas a seu exame. O parecer pode ser verbal ou escrito. O parecer escrito é constituído de três partes: o relatório, o voto do Relator e o parecer da Comissão. A prática consagrou o termo parecer do Relator para designar as duas primeiras partes, o relatório e o voto. A Comissão se reúne, discute e vota esse parecer do Relator. Se for aceita, a opinião do Relator tornar-se-á a opinião da Comissão resultando no parecer da Comissão. Se a Comissão tiver opinião diferente da do Relator, será designado outro Relator para elaborar o parecer vencedor, que será adotado como parecer da Comissão caso seja aprovado em sessão posterior.(Arts.126 a 130/RICD)
    Veja MaisNa apreciação conclusiva, um segundo prazo para emendas será aberto quando for oferecido substitutivo pelo Relator. Nesse caso, somente os Deputados integrantes da Comissão podem apresentar emendas ao substitutivo, e o prazo é de 5 sessões.(Art.119,II/RICD)
    Durante a discussão na Comissão, o uso da palavra é permitido a todos os Deputados presentes, mesmo àqueles que não sejam membros da Comissão. Durante os debates, se forem sugeridas alterações ao voto do Relator com as quais ele concorde, ele terá até a reunião seguinte para adaptar a redação, incorporando as alterações. (Art.57/RICD)
    Veja MaisQualquer Deputado pode tomar parte nos trabalhos e discussões de qualquer Comissão, mas só pode participar das votações naquela em que for membro integrante. Na votação, a Comissão pode aprovar ou rejeitar o parecer do Relator, total ou parcialmente, com ou sem emendas ou com substitutivo.(Art.47/CF e Arts.56, §2º e 57,X a XV/RICD)
    Veja MaisSe não for a última Comissão, o projeto seguirá para a próxima Comissão de mérito. Depois da última Comissão de mérito, se houver aspecto financeiro ou orçamentário a ser analisado, o projeto vai à Comissão de Finanças e Tributação, e depois, obrigatoriametne, o projeto deverá passar pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC).
    Veja MaisTrata-se do recurso contra a apreciação conclusiva das comissões, no caso de algum ou alguns Deputados julgarem que esse projeto deveria ser também apreciado pelo Plenário da Casa.(Art.58/RICD)
    Veja Mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para entender melhor os colegas tem que dar uma olhada no site da câmara federal tem um gráfico com todos os caminhos que vai percorrer o projeto até ser sancionada.

      Excluir