quinta-feira, 4 de julho de 2013

Quadro Especial: relator encaminha proposta que prevê promoção até segundo sargento, inclusive para inativos e instituidores de pensão

Extingue o Quadro Especial de Tercei-ros-Sargentos do Exército e cria o
Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exército.
O Congresso Nacional decreta:

Art. 1º Esta Lei extingue o Quadro Especial de Terceiros-Sargentos do Exército e cria o Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exército e dá providências correlatas.
Art. 2º Fica extinto o Quadro Especial de Terceiros-Sargentos do Exército, integrante do Quadro de Pessoal Militar do Exército.
Art. 3º Fica criado o Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exército, destinado ao acesso dos soldados, cabos e taifeiros-mor com estabilidade assegurada.
§ 1º O acesso dos cabos e taifeiros-mor de que trata este artigo será efetivado por promoção à graduação de terceiro-sargento, pelos critérios de antiguidade e merecimento, deixando aqueles militares de pertencer à sua qualificação militar de origem.
§ 2º Os cabos e taifeiros-mor com estabilidade assegurada concorrerão à promoção à graduação de terceiro-sargento desde que possuam, no mínimo, quinze anos de efetivo serviço e satisfaçam aos requisitos para pro-moção a serem estabelecidos no regulamento desta Lei.
§ 3º Os terceiros-sargentos integrantes do Quadro Especial de Terceiros-Sargentos do Exército, extinto pelo art. 2º, passam a integrar o Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exército.
§ 4º Os terceiros-sargentos da ativa, que hajam ingressado nessa graduação no Quadro Especial de Terceiros-Sargentos do Exército ou no Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exército, concorrerão à promoção à graduação de segundo-sargento pelos critérios de antiguidade e de mereci-mento, desde que satisfaçam aos requisitos estabelecidos no Regulamento de Promoções de Graduados do Exército.
§ 5º Para o critério de merecimento deverão ser ponderados preferencialmente sobre outros fatores, conforme dispuser o regulamento desta Lei, o tempo de serviço, o comportamento e o grau de escolaridade, nesta ordem.
§ 6º Para promoção à graduação de terceiro-sargento da ativa será exigido o grau de escolaridade mínimo do ensino fundamental ou equivalente e para a promoção à graduação de segundo-sargento da ativa, o grau de escolaridade mínimo do ensino médio ou equivalente, conforme dispuser o regulamento desta Lei.
Art. 4º Os soldados com estabilidade assegurada concorrerão à promoção a cabo do Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exército pelo critério de antiguidade, desde que possuam, no mínimo, quinze anos de efetivo serviço e satisfaçam os requisitos para promoção a serem estabelecidos no regulamento desta Lei.
Art. 5º Os soldados, cabos e taifeiros-mor de que trata esta Lei serão beneficiados por até duas promoções, desde que atendam aos requisitos exigidos.
Art. 6º A ementa da Lei n. 12.158, de 28 de dezembro de 2009, passa a vigorar com a seguinte redação:
“Dispõe sobre o acesso às graduações superiores de militares oriundos do Quadro de Taifeiros da Aeronáutica e do Quadro de Cabos da Aeronáutica”.
Art. 7º Fica incluído o art. 7º-A à Lei n. 12.158, de 28 de dezem-bro de 2009, com a seguinte redação:
“Art. 7º-A. Aplica-se o disposto nesta Lei aos integrantes do Quadro de Cabos da Aeronáutica (QCA), cujo acesso fica limitado à graduação de segundo-sargento.”
Art. 8º É incluído o parágrafo único ao art. 62 da Lei n. 6.880, de 9 de dezembro de 1980 – Estatuto dos Militares, com a seguinte redação:
“Art. 62. ............................................................................................
Parágrafo único. É admitida a promoção de inativos e instituidores de pensão, até a graduação de subtenente ou suboficial, objetivando recompensar a inadequação do fluxo de promoções refe-rentes às carreiras em extinção, observadas as seguintes regras:
I – terão direito às promoções os integrantes das carreiras referi-das que não tenham sido promovidos na ativa ao completarem o interstício da graduação;
II – computar-se-á como interstício para as promoções sucessivas o período que exceder ao interstício então vigente para cada graduação, computado o tempo na inatividade; e
III – as promoções sucessivas referentes a interstícios já completados, nos termos do inciso II, serão efetivadas em prazos nunca inferiores à metade do interstício e inversamente proporcionais à idade do beneficiário, conforme dispuser o regulamento desta Lei. (NR)”
Art. 9º O acesso às graduações superiores, nos termos desta Lei, respeitado o disposto no § 3º do art. 5º, adotará critérios tais como a data de praça do militar, a data de inclusão do militar no Quadro Especial de Terceiros-Sargentos do Exército ou no Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exérci-to, a data de promoção à graduação atual, a data de ingresso na inatividade e o fato motivador do ingresso na inatividade, conforme paradigmas a serem de-finidos no regulamento desta Lei.
Art. 10. A promoção às graduações superiores dos inativos, limitada à graduação de segundo-sargento, e aos proventos correspondentes, observará pelo menos um dos seguintes requisitos:
I – que a transferência para a reserva remunerada tenha se dado ou venha a se dar a pedido, depois de cumprido tempo mínimo de serviço de-terminado em legislação específica;
II – que a inatividade tenha sobrevindo ou venha a sobrevir pelo alcance da idade limite para a permanência no serviço ativo;
III – que a inatividade tenha sobrevindo ou venha a sobrevir em face de aplicação da quota compulsória; ou
IV – que a despeito de não cumprir o tempo mínimo de serviço determinado em legislação específica para requerer a transferência para a re-serva remunerada, a inatividade tenha sobrevindo em face de incapacidade definitiva para o serviço ativo.
Art. 11. Desde que atendam ao disposto no art. 3º e a um dos requisitos estabelecidos nos incisos I a IV do art. 10 e possuindo o tempo mínimo de serviço determinado em legislação específica para a transferência para a reserva remunerada, também farão jus ao acesso à graduação de terceiro-sargento ou segundo-sargento, conforme o caso:
I – os militares falecidos na inatividade, instituidores de pensão militar e oriundos do Quadro Especial de Terceiros-Sargentos do Exército ou do Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exército; e
II – os militares falecidos quando em atividade, instituidores de pensão militar e oriundos do Quadro Especial de Terceiros-Sargentos do Exército ou do Quadro Especial de Cabos e Sargentos do Exército.
Art. 12. O acesso às graduações superiores, até a graduação de segundo-sargento, será efetivado mediante requerimento administrativo do interessado, por ato da autoridade competente do Comando do Exército, após verificação do atendimento das condições exigidas.
Art. 13. Respeitadas as situações constituídas, é vedada a estabilização de praça que não tenha ingressado no Exército por meio de concurso público.
Art. 14. As promoções de que trata esta Lei não contemplarão os militares na inatividade.
Parágrafo único. Ficam ressalvadas do disposto no caput as situações definidas no parágrafo único do art. 62 da Lei n. 6.880, de 9 de dezembro de 1980 – Estatuto dos Militares.
Art. 15. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 16. Fica revogada a Lei n. 10.951, de 22 de setembro de 2004. 

Sala da Comissão, em 02 de julho de 2013.
Deputado CLAUDIO CAJADO
Relator

Pra mim, ainda não ficou bem claro, existe dúvidas em relação ao pessoal da reserva.
Att: Paulo Roberto

27 comentários:

  1. Esta obscuro tudo isso, o texto sugere várias interpretações, reflete a má vontade em elaborá-lo, talvez até com o intuito de que o mesmo não vá adiante, só tenho uma palavra para tudo isso "palhaçada" estão nos fazendo de palhaços, sou da ativa e meu parecer é de que mais vale a adição de dois macarrãonzinho na mão que um losango voando. No entanto se mesmo com essa esmola, o pessoal da INATIVIDADE não for contemplado será a DERROTA total. Lamentável essa situação em que nos encontramos. Enquanto isso os sem moral, os inecrupulosos e surrupiadores continuam afundando o nosso Brasil no precipício.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está contemplando Inativos e Pensionistas, é só ler, com certeza devemos galgar cada conquista paulatinamente e depois desta buscar outra.

      Grande abraço

      Sgt QE Cruz

      Excluir
  2. Estamos desamparados, muitas dúvidas e nenhum esclarecimento mais claro.

    liguei ontem a tarde no gabinete do Deputado Claudio Cajado (61) 3215-5630, a Senhora que me atendeu, disse que qualquer duvida a respeito do relatório, que eu o fizesse com o consultor da câmara, ao qual ela não soube me informar quem é ou o seu telefone. Quer dizer então, que o Deputado em questão não fez o relatório? Quem fez então?

    Mais cedo eu liguei, e me disseram que as duvidas seriam tiradas pelo assessor parlamentar Sergio, assessor do Deputado relator, então eu pedi para falar com ele, e me disseram que ele estava reunido com os representantes dos QESAs.

    Agora eu pergunto, quem vai nós tirar essa duvida?

    ResponderExcluir
  3. PAULO ROBERTO! SEI QUE ESTÁ NA LUTA!! MAS SEM PERDER TEMPO, ACIONE AÍ NOSSOS DEPUTADOS ALIADOS E SIMPATIZANTES E ATUEM COM FORÇA AGORA PARA DERRUBAR O RELATÓRIO DESSE TRAÍRA AÍ!!! SEM CONVERSA, PRECISAMOS APROVEITAR ESSE MOMENTO DE TURBULÊNCIA E CONSEGUIR REVERTER ISSO!!! CORRAM OU VÃO NOS PASSAR A PERNA!!! SEI QUE VOC~ES CONSEGUEM, FAÇAM DE TUDO PARA MUDAR ISSO, INADMISSÍVEL NÃO ACEITAR NENHUMA EMENDA, DESPREZOU OS DEMAIS DEPUTADOS, COBREM ISSO DELES.!!

    ResponderExcluir
  4. Paulo Roberto

    A minha humilde interpretação:

    O pessoal da reserva e pensionistas não podem receber promoções na reserva, por esse motivo somente os seus vencimentos serão atualizados nas graduações superiores. O por que disso? Porque quando muito deles foram para a reserva remunerada já foram com o vencimento de um posto acima, direito adquirido antes da MP 2215, se por acaso eles fossem promovidos por exemplo: 3º Sgt a 2º Sgt na reserva a Lei que ampara eles a receber um posto acima jogará o seu vencimento para 1º Sgt. Já os que foram para a reserva depois da MP 2215 sem direito a um posto acima, deverão fazer um requerimento solicitando esse reajuste salarial para 2º Sgt ou 3º Sgt no caso dos Cabos QE. Os que forem para a reserva depois do PL 4373/2012 já vai como 2º Sgt e 3º Sgt no caso dos Cb QE. Eu li e reli esse substituitivo e o voto e foi a essa interpretação que eu cheguei. Temos que abraçar essa promoção a 2º Sgt pois é o que temos de imediato, não devemos dar o passo maior que a perna, pensem bem meus colegas são R$ 500 a mais em seus vencimentos todos os meses, R$ 6.000 anuais, fora o auxílio fardamento, o pouco com Deus é muito. Desde 81 não somos lembrados e agora mostramos força para mais essa promoção. Lutemos pela revogação da MP do Mal 2215 e com a revogação a volta do posto acima voltará e com isso vamos ter vencimentos de 1º Sgt. Em relação ao Dep Claudio Cajado, vamos dar a resposta a ele nas urnas. QE´s da Bahia é com vcs. Um forte abraço, não sei vocês mas eu fiquei muito feliz com o direito de mais uma promoção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado amado Paulo

      diga-me duas coisas:
      1 - essa promoção a 2º SGT será dada a todas as forças ou só para os QEs do Exercito?
      2 - O Paragrafo único dos Estatutos dos Militares no artigo 62 diz que:
      É admitida a promoção de inativos e instituidores de pensão, até a graduação de subtenente ou suboficial, objetivando recompensar a inadequação do fluxo de promoções refe-rentes às carreiras em extinção. o que isso quer dizer?

      Excluir
    2. 1) Sim, todos os 3º Sgt/Cb e Sd estabilizados na ativa serão promovidos:
      a) Sd estabilizados até 3º Sgt
      b) Cb/3º Sgt até 2º Sargento

      2) Entendi que na inatividade o militar que contar com insterstícios conforme o Regulamento de promoções vai melhorando o vencimento na reserva. Ex:
      2º Sgt foi para a reserva em 2014, se estivesse na ativa precisaria de 4 anos para sair 1º Sgt, quando completar esses 4 anos na reserva, pode requerer o melhoramento de vencimento para 1º Sgt, depois de 4 anos desse melhoramente pode pedir para Subtenente e acaba aí!!!! Foi o que eu entendi!!!!Isso é só um exemplo pois não sei os anos corretos de interstícios!!!

      Excluir
    3. Sgt Marcos, esse negócio de requerimento vai valer para os que ainda vão pra reserva, é isso? e os que já estão, já serão promovidos a SO,imediatamente, é isso? Estou falando de promoção real e não de melhoramentos no salário.

      Excluir
    4. Concordo com tudo que você disse, com a ressalva de que existe promoção em Preterição para Ativos, Inativos e Pensionistas, estes dois últimos por não estarem na força e não participarem do QA, como de regra somente através de Requerimento Administrativo terão seus pleitos analisados. (trabalhei vários anos na SIP de minha OM)

      Grande abraço
      Sgt QE Cruz

      Excluir
    5. Pessoal, em momento algum o relator fala em promoção para Inativos além da graduação de 2º Sgt, apenas usou Art 62 do Estatuto para amparar os Inativos e Pens. Leiam....

      É incluído o parágrafo único ao art. 62 da Lei n. 6.880, de 9 de dezembro de 1980 – Estatuto dos Militares, com a seguinte redação:

      “Art. 62. ............................................................................................

      Parágrafo único. É admitida a promoção de inativos e instituidores de pensão, até a graduação de subtenente ou suboficial, objetivando recompensar a inadequação do fluxo de promoções referentes às carreiras em extinção, observadas as seguintes regras:

      I – terão direito às promoções os integrantes das carreiras referidas que não tenham sido promovidos na ativa ao completarem o interstício da graduação;

      II – computar-se-á como interstício para as promoções sucessivas o período que exceder ao interstício então vigente para cada graduação, computado o tempo na inatividade; e

      III – as promoções sucessivas referentes a interstícios já completados, nos termos do inciso II, serão efetivadas em prazos nunca inferiores à metade do interstício e inversamente proporcionais à idade do beneficiário, conforme dispuser o regulamento desta Lei.

      Excluir
    6. queria informaçaoes se esse projeto e para as 03 forças armadas,militares do quadro especial,pois a marinha so promovem os cb do quadro especial com 22 anos de efetivo serviço,alguem pode tirar minha duvida abraços adsumus.

      Excluir
  5. MEU AMIGO BOA TARDE!!
    EM CONVERSA COM ALGUNS AMIGOS DE FARDA SURGIU ALGUMAS DUVIDAS A QUAL TALVEZ O AMIGO TENHA COMO ESCLARECER SOBRE ESTE (ART. 12).
    "Art. 12. O acesso às graduações superiores, até a graduação de segundo-sargento, será efetivado mediante requerimento administrativo do interessado".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para o pessoal da reserva, Inativos e Pensionistas, os QE da ativa deve ser organizado pelos Cmdo de área o QA, como sempre foi.

      Excluir
  6. Atenção família, amigos e parentes dos QE´S das FFAA da Bahia, lembrem "bem" e com carinho do Deputado Federal Claudio Cajado (DEM) nas próximas eleições, não se esqueçam!!! E um apelo que faço!!! A escolha é de vc´s!!! LITERALMENTE "CAGOU" PARA AS EMENDAS DE OUTROS DEPUTADOS!

    ResponderExcluir
  7. CONTRA A REEEELEIÇÃO DO DEP CLAUDIO CAJADO.
    Hoje foi publicado na Câmara o Parecer sobre a PL 4373/2012 do Sr Dep Claudio Cajado.
    Mas com umas ressalva este Sr não contemplou nenhuma das 14 emendas recebidas, pois foi totalmente contra nós e sim apoiou a do Ministério da Defesa.
    Então meus amigos do QE (principalmente quem tem parente ou conhecido na Bahia) vamos nos lembrar deste Sr e fazer uma campanha contra a reeeeleição dele, pois não nos ouviu e muito menos aceitou emenda daqueles Dep que estavam nos apoiando. Este Sr ficou meses com o processo quando poderia ter dado solução mais breve pois já estava comprado, então não fez nada de mais pois esta era a proposta original, sendo que já poderia ter sido solucionado a mais tempo e só tomou esta providência agora em virtude dos vários protestos no País e o por medo encaminhou o parecer, mas não esquecemos que ainda temos muito caminho pela frente pois ainda vai ter que passar por três comissões e sinceramente espero que não fique mais enrolado que os 28%, pois vai passar ainda pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional ( CREDN ), pela Comissão de Finanças e Tributação ( CFT ) e pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania ( CCJC ) .
    Por favor senhores não venham defender o Sr Claudio Cajado, pois foi muito falso e tinha prometido atender nossos anseios e na hora H deu pra trás, acatando a determinação do MD em troca sei lá de alguma medalhinha que devem ter prometido para ele.

    ResponderExcluir
  8. O Sr Dep Cláudio Cajado, DEM/BA depois de periodo considerável de tempo apresentou o relatório que o MD aprovou, sim, aprovou pois seu relatório visivelmente não contempla a classe como deveria e como merecia. O Sr Dep, advogado de profissão, não advogou pela justiça, não ouviu o grito das ruas, não foi imparcial como deveria, foi um promotor, no sentido de acusar de falta de escolaridade (era só cobrá-la), cupou o QE por não ter feito concurso (quando comparou o quadro de escola com o QE), tornou uma coisa relativamente simples em algo inteligível; propiciou àqueles que escarnecem e desrespeitam o QE, que continuem a fazê-lo, entre outras coisas alí explicitas. No momento que a nação se levanta, não contra este ou aquele partido mas, contra "os maus" perde o Sr Dep Cláudio Cajado de colocar seu nome na história como um Homem Justo, de valor e sobretudo preocupado com os mais fracos e discriminados. Não mostrou conhecimento acadêmico suficiente sobre interpretação jurídica,história e outras disciplinas que mostram os outros ângulos da letra fria da Lei, e sucumbiu frente aos encantos da meduza do MD. Colocou a culpa no governo que, ao contrário, luta contra a discriminação e pela melhoria de vida dos brasileiros; Não deu ouvidos ao profundo conhecimento sobre o tema de seus colegas,e, deu uma esmola para uma classe que luta diariamente, por uma vida melhor,e, se acreditou mesmo em quebra de hierarquia, não conhece absolutamente nada sobre o Quadro Especial do Exercito. Acredito ser a Bahia o único estado da federação que não tem quarteis, não tem QE, e agora não tem um representante a altura de sua importância e história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de corroborar com o excelente comentário e acrescentar a seguinte indagação ao Sr Dep Claudio Cajado:
      Quantos coroneis e generais do EB entraram por meio de concurso público??? Quando me refiro a concurso público,refiro-me a condições de igualdade no certame,e não provas internas e vagas asseguradas. Pense nisso Dep Cajado, persona non grata para milhares de militares e suas famílias.

      Excluir
  9. Boa noite a todos, existem muitas dúvidas em relação a este Parecer e o substitutivo no PL 4373/2012, que destaco algumas e solicito caso algum nobre amigo tenha informações sobre estas dúvidas, pois outros amigos QEs em conversas possuem as mesmas, destaco:
    1 - Se esta promoção há 2º sargento são para os QEs das três forças;
    2 - Qual será o tempo de interstício de 3º sargento para 2º sargento e se as três forças irão padronizar uma única sistemática, Pois esta no relatório a seguinte redação "Todos fazem parte do mesmo órgão de primeiro escalão da Administração Pública federal,
    que é o Ministério da Defesa. Incompreensível, portanto, o tratamento diferenciado a
    militares pertencentes ao mesmo Ministério."; e
    3 - Se todos Inativos e Pensionistas "QEs" também das três Forças irão se beneficiarem, caso este substitutivo no PL 4373/2012 seja sacramentado pela Presidenta Dilma.

    ResponderExcluir
  10. JÁ FALEI!! QUEM ESTÁ EM CONDIÇÕES DE FALAR COM OS DEPUTADOS QUE NOS APOIAM E QUE APRESENTARAM AS EMENDAS, FAÇAM, O VOTO DO RELATOR É UM VOTO, TEM OS DEMAIS MEMBROS DA COMISSÃO PARA APRESENTAR SEUS VOTOS E APRECIAÇÕES, A HORA NÃO É DE PERDER TEMPO, CORRAM QUEM ESTÁ PRÓXIMO DELES E PEÇAM PARA MELHORAR ISSO!!! LOGO!!!

    ResponderExcluir
  11. SOMOS BRASILEIROS!!! HONRAMOS NOSSA BANDEIRA!!!ESTAMOS SEMPRE PRONTOS PARA QUALQUER GUERRA!!! PASSAMOS POR SITUAÇÕES NO BRASIL E NO MUNDO QUE NÃO PODEMOS ACEITAR ATITUDES E RELATÓRIOS DESCABIDOS. VAMOS PERGUNTAR A V.Ex.ª, O CLÁUDIO CAJADO, SE ELE SERIA CAPAZ DE VIVER UMA FAINA DIUTURNA POR R$ 1800,00 COMO CB, DURANTE 15 ANOS, SEM CONTAR QUE O MESMO MILITAR, GANHAVA R$ 700,00 COMO SD, DURANTE 6 ANOS, ANTES DESTES 15 ANOS. SÓ RESTAM 9 ANOS E ESTE MILITAR SÓ TEM A PERSPECTIVA DE IR A SARGENTO EM 2016. ISTO É ESCRAVIDÃO!!!MESMO ASSIM,ESSES MAUS TRATOS E PRECONCEITOS COM OS QEs, NÃO MEXE COM OS NOSSOS VALORES PATRIÓTICOS. POR ISSO NÃO PODEMOS ABAIXAR A CABEÇA! SER MILITAR NÃO É SER POLÍTICO E SIM SER MILITAR!

    ResponderExcluir
  12. esse deputado,nao sabe de nada mesmo,pois falar que militares do quadro especial nao prestaram concurso,e pura mentira pois,cbs QES da marinha prestam concurso publico,ou como fuzileiros navais,ou aprendiz de marinheiro,os da fab,prestaram concurso como sd especialistas,realmente ela nao sabe nada, sobre carreira militar,vamos acordar deputado.

    ResponderExcluir
  13. caro PAULO ROBERTO, EM VIRTUDE DE TANTOS COMENTARIOS VERDADEIROS SOBRE A FALTA DE COMPREENSÃO DO PROJETO SUBSTITUTIVO DO DEP CAJADO, SOLICITO V SA ENCAMINHAR TODOS ESSE COMENTARIOS DOS COLEGAS AO NOBRE DEP PAULO PIMENTA E INFORMA-LO, SOLICITANDO EMPENHAR JUNTO AO DEP CAJADO UM PL SIMPLES E QUE TODO MUNDO POSSA ENTENDER, POIS TAMBÉM NÃO ENTENDI NADA, FALOU,FALOU E NÃO DISSE NADA. COMO VAI SER JULGADO PELOS COLEGAS DELE, POIS, NINGUÉM TAMBÉM ENTENDERA NADA. OBRIGADO PEDRO.

    ResponderExcluir
  14. O MOMENTO É ESTE, VAMOS ENTENDER QUE O DEP RELATOR CC, MANTEVE SOMENTE O QUE O EXECUTIVO PEDIU, A SEGUNDO SARGENTO EXERCITO, AGORA ELE COMO RELATOR FOI ATÉ OS CMT MARINHA E FAB, SAINDO DE LÁ, CONVENCIDO DE DAR APENAS O QUE FOI PEDIDO PELO EB PROMOÇAO A 2SGT, MAS PODERIA MUITO BEM TER PEDIDO A SUBTENENTE/SO, POIS QUEM VAI APROVAR SÃO AS COMISSOES. POIS O MESMO PEDIU CANCELAMENTO DAS 14 EMENDAS AO PL 4373, IGNORANDO SEUS COLEGAS. PORQUE NÃO PEDIU TAMBÉM PARA CANCELAR A LEI LULA 12158 28 DEZ. 2009, PROMOÇÃO DOS TAIFEIROS AERONAUTICA, QUE FIZERAM O CURSO JUNTO COM OS CABOS COM MAIS DE 20 ANOS NA GRADUAÇÃO, QUE ERAM MAIS ANTIGOS DO QUE ELES, E FICAMOS CHUPANDO O DEDO, POIS HOJE TODOS SAO SUBOFICIAIS E ALGUNS 2o TENENTES (ANTES MP 2215 de 2000). Obrigado

    ResponderExcluir
  15. Boa Noite todos os QEs espalhados por este imenso Brasil.

    A palavra de Deus é eficaz em todos os sentidos, onde elanos confirma sempre a confirma Nele e o mais Ele providenciará.
    Falo isso irmãos, pq foi colocado a contar do dia 08 Jul 13, a página da camara o seguinte:
    Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional ( CREDN ) Prazo para Emendas ao Substitutivo (5 sessões ordinárias a partir de 09/07/2013)

    Quer dizer! Que ainda temos esperança de melhorar esse relatório substutivo. Por isso eu afirmo não esmoreçam, vamos tentarde alguma forma nos fortalecer pq a guerra ainda não terminou.
    Vamos tentar neste momento com essa oportunidade fazermos cda um a sua parte, seja ligando, enviando e-mail para os gabinetes dos Dep. Pimenta, Erica Kokai entre outros que abraçaram a causa QE. Aqueles que tenham algum contato com as várias Associaçoes peçam para que estejam juntos a esses Dep. solicitando a cda um para melhorar o Substitutivo com novas Emendas.
    Sabemos que determinadas oportunidades não aparecem do nada e sem objetivo algum. Tenhamos a certeza que esta que acaba de surgir tem a simples finalidade de unir essa família imensa do QE que somos e o que realmente representamos e qual a nossa grande importância para as FFAA. Então, vamos nos unir, vamos fazer cada um a sua parte,mesmo que seja orando,mas não deixe de participar dessa luta. Porque, a nossa única certeza é que amamos muito o que somos, o que fazemos, o que representamos e temos um único lema que é SERVIR A NOSSA PÁTRIA COM AMOR, DEDICAÇÃO E LEALDADE.
    Resultando dessa forma o orgulho de nossas famílias, que sofrem quando sofremos, se sentem felizes quando ficamos felizes e, também, têm esperança de conquista junto conosco.
    Por fim irmãos QEs não se conflitam, não entrem em atrito com aqueles que estão ao nosso lado servido na mesma Força, mas não concorda com a nossa luta e com a posbilidade de proporcionar algo melhor para nossas famílias. Vamos nos focar na nossa luta e façamos a nossa parte que seja ela direta e/ou indiretamente, mas não deixe de faze-la.
    Abraços a todos e que Deus nos abençoe nesta nova etapa.


    ResponderExcluir
  16. O DEPUTADO CLAUDIO CAJADO DO DEM/BA, NOS ENROLOU NA BANDEIRA FICOU UM TEMPAO PARA DAR O SEU PARECER E NOS ENCHEU DE FALSAS ILUSOES PARA DEPOIS FAZER O QUE O MINISTERIO DA DEFESA QUERIA, NA VERDADE ELE SOMENTE ATRASOU O QUE JA ESTAVA DECIDIDO NOS PREJUDICANDO AINDA MAIS E NOS TRATANDO COMO SEMPRE FOMOS TRATADOS.
    SARGENTO QE DA BAHIA MOSTRE O NOSSO DESCONTENTAMENTO E A NOSSA DECEPCAO COM ESTE DEPUTADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GOSTARIA DE SABER SE ESSE PL CONTEMPLA TAMBÉM O PESSOAL DA MB, NENHUM MOMENTO FALA A RESPEITO DA MB...SOMENTE DO EB /AE.

      Excluir
  17. GOSTARIA DO PL ......POIS O DEPUTADO CC REALMENTE NAO DEIXOU CLARO SE ESSE PL CONTEMPLA O QE DA 3 FORÇAS.
    ALGUÉM SABE INFORMAR A RESPEITO DO RELATÓRIO DO DEPUTADO CC......POIS FALTOU CLAREZA EM RELAÇÃO A INFORMAÇÃO SOBRE A MB, EB E AE.

    QE da MB-POA-RS.

    ResponderExcluir