sábado, 5 de outubro de 2013

Assad afirma que Turquia pagará caro por apoio aos "terroristas"

O chefe de Estado sírio respondeu desta maneira a uma pergunta sobre a presença na fronteira turca de rebeldes islamitas ligados à Al-Qaeda

France Presse

Ancara - A Turquia pagará caro pelo apoio aos "terroristas" que lutam para derrubar o regime sírio, afirmou o presidente Bashar Al-Assad em uma entrevista a um canal de televisão turco. "Em um futuro próximo (a presença terrorista) terá consequências para a Turquia. E a Turquia pagará muito caro", declarou Assad ao canal de oposição Halk-TV.

Assad disse que "tudo o que Erdogan falou sobre a Síria e seu povo são mentiras, nada mais"

O chefe de Estado sírio respondeu desta maneira a uma pergunta sobre a presença na fronteira turca de rebeldes islamitas ligados à Al-Qaeda. "Não se pode utilizar o terrorismo como se fosse uma carta e guardá-la no bolso, porque o terrorismo é como um escorpião que não duvida em picar você", disse o presidente sírio.

O governo islamita conservador turco do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, muito hostil ao regime sírio, é um dos principais apoios dos rebeldes que lutam contra Assad. "Tudo o que (Erdogan) diz sobre a Síria e seu povo são mentiras, nada mais. Erdogan apenas se limita a apoiar os terroristas", disse.

Assad reconheceu que o helicóptero sírio derrubado pela aviação turca em 16 de setembro havia violado o espaço aéreo turco, mas justificou a questão ao afirmar que pretendia evitar "a entrada de um grande número de terroristas" na Síria a partir da Turquia. O Parlamento turco renovou na quinta-feira por mais um ano a autorização para o governo enviar tropas à Síria em caso de necessidade.

Fonte: Correio Braziliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário