segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Militares das Forças Armadas preferem a Defensoria Pública.

Em mais de 75% dos 64 processos listados como “em mesa” na pauta dessa terça-feira (12/11/2013) do Superior Tribunal Militar, os réus apelaram para a defensoria pública federal.

Oficiais subalternos, sargentos, cabos e principalmente soldados, logicamente tem muita dificuldade, com seus magros salários, de arcar com as despesas de contratação de um advogado particular. Alguns dos processos se estendem por anos, o que torna ainda mais difícil a situação dos réus.

Fonte: http://sociedademilitar.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário