terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Chuva no ES causa oito mortes e deixa mais de 46 mil fora de casa

Defesa Civil confirmou mais três mortes por soterramento em Itaguaçu.Presidente Dilma sobrevoa regiões afetadas, nesta véspera de Natal.


Do G1 ES

Três mortes por soterramento foram confirmadas no bairro Barro Preto, em Itaguaçu, Região Noroeste, na madrugada desta terça-feira (24), segundo a Defesa Civil Estadual. Entre as vítimas está uma criança, conforme informou o prefeito Darly Dettman. Com essas, já são quatro mortes no mesmo município e oito em todo o estado, por causa das chuvas.
(Correção: ao ser publicada, esta reportagem errou ao informar que o número de mortos por causa da chuva era de nove vítimas. Na verdade, oito pessoas morreram. O erro foi corrigido às 09h10.)
No estado, mais de 46 mil pessoas precisaram deixar suas casas por causa da chuva, que deixou seis mortos e 49 feridos. Dos 78 municípios, em torno de 50 foram afetados, segundo o governador Renato Casagrande, que criou, nesta segunda-feira (23), um gabinete de crise para reforçar os trabalhos de ajuda às vítimas da chuva.
A presidente Dilma Rousseff chega ao Espírito Santo, na manhã desta terça, para fazer um sobrevoo em áreas de risco.  A agenda também prevê reunião com Casagrande e outras autoridades locais. Esta é a primeira vez que Dilma vem ao Espírito Santo depois de eleita. No domingo (22), o governo federal já havia enviado 72 homens da Força Nacional de Segurança para prestar socorro às famílias em áreas mais isoladas.
Barranco desliza em Porto Belo, Cariacica. (Foto: VC no ESTV)

Mortes
Além das fatalidades em Itaguaçu, as outras mortes aconteceram no município de Colatina, outra em Nova Venécia, a terceira, em Baixo Guandu e um homem em Parajú, localidade em Domingos Martins.
Segundo o prefeito de Itaguaçu Darly Dettman, um deslizamento de terra atingiu duas casas no bairro Barro Preto. Cinco pessoas já foram resgatadas e estão internadas em hospitais da região. Outras quatro ainda estão desaparecidas. Equipes de resgate trabalham no local nesta manhã.

Volume de chuva
A região Serrana do Espírito Santo desperta a maior preocupação da Defesa Civil Estadual, nesta terça-feira (24), véspera de Natal. Segundo o órgão, a previsão é de que o volume de chuva ultrapasse os 100 milímetros, em 24 horas. As cidades que têm maior risco de enchentes e deslizamentos de terra são Itaguaçu, Itarana e Santa Maria de Jetibá.

Doações
Em meio a tanta tristeza, milhares de capixabas se uniram em uma corrente de solidariedade, na Praça do Papa, em Vitória, e organizam as doações. Até o final da tarde desta segunda-feira, haviam sido distribuídas mais de 2.500 cestas básicas, 62 mil litros de água e 3.500 colchões. 

Abrigos
Entre as mais de 4 mil pessoas em abrigos das prefeituras, a esperança de passar o Natal em casa é o que prevalece. “Fico muito feliz em saber que tanta gente está ajudando. Espero poder passar o Natal em casa”, disse a moradora de Cariacica, Edna Bispo. Em Jardim América, Cariacica, 73 pessoas estavam abrigadas em uma escola, nesta segunda-feira.
A auxiliar de limpeza Maria José de Oliveira chegou ao abrigo no domingo. “Moro em Campina Grande e lá ficou tudo alagado. Fiquei com muito medo. Decidi procurar um abrigo. Não saiu a água da minha casa ainda. Perdi tudo na chuva dessa domingo. Não deu pra salvar nada. Se não fossem as doações, a gente estaria perdido. O meu amanhã vai ser melhor do que o hoje”, contou.

Vila Velha
Moradores dos bairros Cobilândia e Jardim Marilândia, em Vila Velha, fizeram um protesto, nesta segunda-feira (23): um churrasco em meio ao alagamento. Eles impediram o trânsito na Rua João Francisco Gonçalves e apenas ambulâncias tiveram a passagem permitida. Os moradores alegaram que, quando os veículos passam, jogam ainda mais água dentro de casas e de estabelecimentos comerciais.

São Gabriel da Palha
O município de São Gabriel da Palha foi atingido por duas enchentes em dois dias. Barrancos deslizaram e paredes de casas caíram. Em todo município, mais de 200 famílias tiveram que sair de casa e foram levadas para abrigos. Os prejuízos passam de R$ 20 milhões

Rodovias federais
Além dos problemas nas rodovias federais que cortam Linhares, Colatina e Domingos Martins, outros pontos em estradas também merecem atenção, de acordo com o DNIT. Os motoristas que passarem pela BR-101, em Cariacica, nos kms 280 e 288, devem ficar atentos ao trânsito em meia pista por causa de erosões no acostamento. Já na BR-381, em Nova Venécia, nos kms 50 e 54, o lado direito da pista está interditado.

Fonte: G1 ES

Nenhum comentário:

Postar um comentário