segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Governo do DF cria disque denúncia para casos de racismo


Alvo é a discriminação contra negros, índios, ciganos e quilombolas.
Segundo a Codeplan, 53,5% da população no DF são negros ou pardos.

Do G1 DF
O governo do Distrito Federal inicia nesta quarta-feira (20) um serviço telefônico para receber denúncias de racismo. Para fazer a denúncia, é preciso ligar para o telefone 156, opção 7. As denúncias serão tratadas de forma sigilosa.

A central vai registrar casos de racismo contra índios, negros, ciganos e quilombolas, informa o presidente da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), Júlio Miragaya. O número já acolhe denúncias de violência contra mulheres, além de prestar informações sobre serviços públicos, como o telematrícula e o horário dos ônibus.

De acordo com Miragaya, o serviço foi criado levando em consideração que 53,5% da população no DF são de negros e pardos. A maior concentração de negros por região se encontra na Estrutural (76%) e as menores, nos lagos Sul e Norte (19%). "Essa diferença social por si só já é uma expressão do racismo existente na sociedade brasiliense", afirma.

A iniciativa, vinculada ao Estatuto da Igualdade Racial e ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), é coordenada pela Codeplan e teve apoio do governo federal e do movimento negro.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário