quarta-feira, 26 de março de 2014

Quadro Especial: Deputado Pimenta encaminha carta para Presidenta Dilma em defesa da ampliação da legislação


Reconhecido pela classe como a principal liderança dos militares do Quadro Especial no Congresso Nacional, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) segue com ações em defesa da classe. Nesta quarta-feira (25), Paulo Pimenta protocolou junto ao Palácio do Planalto uma carta para a Presidenta Dilma Rousseff com a finalidade de sensibilizar o Governo Federal sobre a necessidade de ampliação da legislação sancionada em outubro de 2013.

Na carta, conforme relatou Pimenta, foi sugerido que o Poder Executivo Federal promova ajustes na legislação, contemplando o efetivo da reserva, que não foi beneficiado com a nova lei. O parlamentar gaúcho ressalta que o Governo já demonstrou preocupação com a classe ao apresentar um projeto para atualizar o Quadro e agora com uma análise técnica pode aperfeiçoar ainda mais a legislação. “Sabemos das dificuldades orçamentárias, mas devido ao assunto tratar de uma das classes mais esquecidas dentro das Forças Armadas, insistimos na análise da matéria por parte do Governo Federal. Tal atitude é uma forma de reconhecer os bons serviços prestados por estes militares ao País. Lembro que os militares do Quadro Especial, que representam o povo brasileiro nas Forças Armadas, são exemplos de dedicação e empenho dentro das unidades militares em todo o Brasil”, destacou Pimenta.

No documento, Pimenta reconhece os esforços dos governos Lula e Dilma em assegurar mais justiça social ao povo brasileiro, principalmente para quem mais precisa. Por isso, segundo Pimenta, também foi proposto uma análise na legislação em vigor com intuito de viabilizar avanços aos militares do Quadro Especial da Aeronáutica e Marinha, que apresentam situação semelhante e não tiveram suas legislações atualizadas.


Fonte: paulopimenta.com.br

Um comentário:

  1. Concordo plenamente com o Deputado, que os colegas da reserva devem ser promovidos, mas não só os 3º sgt mas todos aqueles que inclusive já foram para reserva como CB por uma questão de idade e falta de consideração da Força.

    ResponderExcluir