quinta-feira, 8 de maio de 2014

Militares do Exército e dependentes estão sem assistência médica em Feira de Santana-BA

A informação foi dada pelo 1º sargento da reserva remunerada do Exército e advogado, Cléber Ferreira Freitas, que atribui essa situação ao comando do batalhão.

Daniela Cardoso e Ney Silva

Militares do Exército, que trabalham no 35º Batalhão de Infantaria (35º BI), em Feira de Santana, e que contribuem para o Fusex (Fundo de Saúde do Exército), que funciona como um plano de saúde, estão há quase dois anos sem assistência médica. A informação foi dada pelo 1º sargento da reserva remunerada do Exército e advogado, Cléber Ferreira Freitas, que atribui essa situação ao comando do batalhão.
Segundo ele, ao todo, são atendidos 521 militares do serviço ativo e 255 militares inativos e pensionistas, além de dependentes dos militares. Ele explicou também que esse fundo tem um desconto obrigatório, diretamente na folha de todos os militares, sejam ativos, inativos ou pensionistas, para cobrir os atendimentos com as despesas médicas, incluindo consultas e atendimento emergencial.
O valor descontado, de acordo com Cléber Freitas, equivale a 3,5% do valor do salário de cada militar para formação do Fusex. Além disso, explica o sargento, para ser atendido, o militar ainda paga, diretamente, 20% do valor do serviço, em parcelas.
O militar disse que isso está acontecendo porque o comando do 35º BI está inadimplente há quase dois anos com as clínicas e hospitais credenciados e médicos contratados de forma independente. “Isso acontece porque não existe na cidade de Feira de Santana um hospital militar”, afirmou Cléber.
Diante dessa situação, o sargento Cléber informou que vai procurar o Ministério Público Federal (MPF) e solicitar que sejam adotadas providências. Ele não soube explicar se a inadimplência ocorreu por má gestão do Fusex com gastos excessivos com internações que geraram despesas muitos elevadas.
Os militares do Exército em Feira de Santana eram atendidos pelo Hospital Emec, laboratório Análise, Clínica Médica dos Remédios, clínica Santa Cecília, Hospital Ortopédico, entre outros.
O Acorda Cidade manteve contato com a assessoria de comunicação do 35º BI para que explicasse a situação. A informação obtida, é que o comandante Paulo Sérgio Brito Santos está viajando e só estará na cidade na próxima sexta-feira, quando deverá conceder uma entrevista sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário