terça-feira, 14 de outubro de 2014

PRE vai investigar compra de votos para Pezão em ação de vereador no Dia das Crianças

Candidato pode perder registro de candidatura ou diploma, caso seja eleito

Do R7
Cabos eleitorais do PMDB distribuíram brindes para crianças em São Gonçalo Reprodução / Facebook
PRE-RJ (Procuradoria Regional Eleitoral do Rio de Janeiro) vai instaurar inquérito para apurar denúncia de pedidos de votos para o candidato ao governo do Estado Luiz Fernando Pezão (PMDB), durante uma ação de Dia das Crianças promovida pelo vereador Thiago da Marmoraria (PMDB) em São Gonçalo, no último domingo (12).  A denúncia foi publicada pelo jornal O Globo na segunda-feira (13), que afirmou que durante a distribuição de brinquedos em uma praça do município da região metropolitana, o locutor do carro fazia campanha e pedia votos para Pezão.

Segundo a página do vereador em uma rede social, foram distribuídas cerca de 25 mil bolas pelo município. Os cabos eleitorais estavam em um caminhão com uma faixa que estampava o nome do vereador. De acordo com moradores, eles também carregavam material de campanha do candidato ao governo.

O Código Eleitoral define como crime "dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita". A pena prevista no artigo 299 é de até quatro anos de prisão.

De acordo com a promotoria, caso haja provas de que Pezão sabia da ação ilegal, ele poderá responder a um processo por crime de captação ilícita de sufrágio, com risco de perder o registro de candidatura ou o diploma, caso seja eleito. O mesmo poderá acontecer ao vereador Thiago da Marmoraria.

À Rede Record, o vereador disse que a distribuição de brinquedos não tem relação com a campanha do candidato.

— Isso é uma prática que eu adoto há mais de dez anos. Meu pai era vereador na cidade e fazia esse tipo de retribuição no Dia das Crianças distribuindo alguns brinquedos.

Em nota publicada no jornal, a assessoria do candidato Luiz Fernando Pezão informou que “independentemente da ausência do vereador na agenda, cabe ainda destacar que o uso do nome do candidato não é de forma alguma autorizado para qualquer benesse como a mencionada”.
Veja a reportagem:
http://noticias.r7.com/eleicoes-2014/rio-de-janeiro/pre-vai-investigar-compra-de-votos-para-pezao-em-acao-de-vereador-no-dia-das-criancas-14102014

Nenhum comentário:

Postar um comentário