sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Reajuste de 16,20% em tarifa de água no Distrito Federal é o maior do país

A resolução foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Distrito Federal. Novos valores entram em vigor a partir de 1° de março

Depois do anúncio das medidas do “pacto por Brasília”, o morador da capital federal deve preparar o bolso para mais um aumento nas contas básicas de casa. A Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) anunciou nesta sexta-feira (30/1) que a tarifa de água e esgoto será reajustada em 16,20% a partir de 1º de março – é a maior alta anunciada até o momento, em todo o país. A resolução foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Distrito Federal.

Na Paraíba, a tarifa da água distribuída pela Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) sofreu reajuste de 9,9%. Em Porto Alegre, o aumento será de 3,69% a partir de 1º de fevereiro. A alta também é superior em relação às taxas de São Paulo, de 6,49%, e dos 11,98% que serão aplicados em Campinas (SP) a partir de fevereiro.

O cálculo da tarifa em Brasília levou em consideração a inflação do último ano, de 6,41%, o bônus-desconto para os que gastaram menos água, os investimentos realizados entre 2008 e 2014 pela Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) e os custos com avaliações dos ativos da concessão da Base de Ativos Regulatória da concessionária.

A conta, no entanto, poderia ser ainda maior. Para “manter a garantia e qualidade dos serviços prestados, além de assegurar a manutenção de custos”, a Caesb apresentou à Adasa uma proposta de uma correção de 23,97%. As tarifas dos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário serão salgadas para o bolso de moradores, comerciantes e empresários. O reajuste de 16,2% é o maior desde 2005. Na época, o reajuste aplicado foi de 27,54%.

Pelo ajuste tarifário, os consumidores enquadrados na tarifa popular que usarem até 10 mil litros de água por mês vão pagar R$ 19,30. Os que se encontram na categoria de tarifa normal vão desembolsar R$ 25,80. Quem consumir mais de 50 mil litros de água vai pagar R$ 119,50. Para atividades comerciais, públicas e industriais, as tarifas irão de R$ 65,50 por até 10 mil litros utilizados. Acima desse consumo, indústrias pagarão R$ 98,70 e comércios R$ 108,20.


Fonte: Correio Braziliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário