sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Exclusivo, Senado Federal: A farra continua


O torpedo que atingiu ontem o gabinete do presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros começa a ter desdobramentos com a abertura de sindicância e afastamentos de servidores da Casa.

Foi a partir de uma denúncia de um servidor que o primeiro-secretário, Vicentinho Alves (PR-TO) desvendou um esquema de corrupção aplicado pelo departamento de Recursos Humanos do Senado beneficiando servidores e até diretores com pagamentos de horas-extras não prestadas.

O caso que envolve milhões assustou o primeiro secretário que após a denúncia exclusiva do QuidNovi afastou o servidor chefe do RH, Valdir Pereira de Vasconcelos e determinou abertura de sindicância a fim de alcançar os verdadeiros beneficiados e mandantes do esquema.

O primeiro-secretário, senador, Vicentinho Alves designou os servidores Leonardo Souza de Oliveira, José Roberto Ceolin e Gustavo Adolfo Nogueira Rodrigues para a comissão de sindicância, segundo o primeiro-secretário, as investigações vão a fundo alcançando os responsáveis, seja quem for.

O presidente do Congresso, Renan Calheiros, que nomeou a diretora-geral, Ilana Trombka, responsável por todos os setores, inclusive dos Recursos Humanos, onde Valdir acatava suas ordens. A informação passada com exclusividade para o QuidNovi afirma que a prática de inserir horas-extras não prestada por servidores vem de longas datas e acumula milhões em fraudes.

Renan Calheiros determinou que a diretora-geral o mantenha informado no decorrer da sindicância instaurada.
Fonte: http://quidnovi.com.br/coluna-do-mino/exclusivo-senado-federal-a-farra-continua/

Nenhum comentário:

Postar um comentário